Quem te viu e quem te vê


Hoje passei os olhos por uma revista do Correio da Manhã, esse magnífico e prestigiado jornal nacional, que é uma espécie de versão cor-de-rosa do jornal O Crime. A revista estava impregnada de mexericos de famosos e pseudo-famosos, em que uns pseudo-comentadores davam opiniões sobretudo ou, mais verdadeiramente, sobre nada.

Entre esses comentadores estava Manuel Serrão, que tem um espaço de uma página para escrever na coluna chamada “A noite da má língua”. Sim, é de facto “má língua” o que ele escreve, mas nem de longe nos leva a desencantar as boas memórias das suas participações como comentador da Noite da Má Língua, o programa da SIC, apresentado pela Júlia Pinheiro, que nos anos 90 arrasava e ridicularizava os maus políticos deste país, que mesmo assim ainda por aí andam e se arrastam nas cadeiras do parlamento.

Nesta coluna na revista do Correio da Manhã, Manuel Serrão, que se apresenta como empresário (nunca soube bem do quê, tirando o facto de ter pertencido à organização do Portugal Fashion, sim, porque todos sabemos que se há alguém Fashion em Portugal é o Manuel Serrão!) com “Olhar crítico, humor refinado”, tem um comportamento do mais baixo nível possível.

Passo a citar dois dos seus apontamentos, um sobre Solange F. e outro sobre Adelaide de Sousa:

“Solange F., que já reatou a sua relação com a namorada de sempre, acaba de dar à luz o resultado da sua produção independente. Resolveu chamar-lhe Nuna. Nuna Rosa. Rosa, ainda se percebe, agora Nuna? Já ninguém censura os nomes em Portugal? Para este não chegava o lápis. Só de espada.”

“É tanto o amor e o leite que Adelaide de Sousa tem para dar que, para além do pequeno Kyle, gostava de dar mama a outros. É só deixar cair as copas, que candidatos não devem faltar.”

Coitado do Manuel Serrão, parece que o seu como esforço empresário não está a ter uma compensação financeira que o possa privar chegar a este ponto de degradação!
Já agora, afinado também a minha língua, pergunto: -Manuel Serrão, para quando nasce a criança que levas no ventre? Que nome lhe vais por? Se tiveres muito leite não vais aproveitar para contribuir para o banco de leite da Maternidade Alfredo da Costa?

Partilhar

Publicada porLuy  

1 comentários:

Pedro José disse... 19/02/10, 15:30  

Realmente, não têm mais nada para falar se não mexericar na vida dos outros =/

Enviar um comentário