Pirilampos à solta

Image hosted by Photobucket.com

Já aqui falei algumas vezes de assuntos relacionados com transito, mas vou ter que incrementar a dose, visto que ainda tenho coisas a dizer sobre o novo Código da Estrada, que julgo estar a pôr este país em estado de sítio.

Depois da entrada em vigor destas novas regras, parece que a polícia anda em busca do infractor como nunca alguma vez andou em busca do ladrão. É compreensível, pois os ladrões só dão chatices e não dão dinheiro. Naturalmente, é mais fácil perseguir alguém que não parou no “stop” e aplicar-lhe uma multa de 500€, nem que seja para sentir o poder de fazer o infractor passar-lhe nesse instante aquele montante para as mãos. Mas é claro que esta problemática vai muito além deste cenário.

É sabido que os polícias são inúmeras vezes subornados. Ora, neste momento, com esta alteração do infractor ter de pagar a multa no acto da infracção, Portugal dá mais um passo na promoção da corrupção. Agora o aliciamento ao polícia torna-se ainda mais “obrigatório”, sobretudo quando o condutor está sob a ameaça de o agente ficar com os seus documentos quando há recusa de pagamento.

Será que todos os polícias são mesmo uns pobres coitadinhos que arriscam a vida por só 700€ por mês? Fazem-me lembrar os probrezinhos que ingressam no exército, pressupostamente para defender a pátria, mas que quando têm que ir em missão fazem criar uma onda de protestos. Não me digam que escolheram estas profissões por aptidão ou chamamento divino! Acho que é notório que estes não são casos de aptidão, mas sim casos de inaptidão para fazer outra coisa qualquer profissionalmente. Para quem tenha uma tese de mestrado ou doutoramento em vista, deixo aqui a sugestão do tratamento socio-económico-cultural destas profissões, se é que se podem denominar de profissões, já que as considero mais um género de ocupação de tempo livres.

Image hosted by Photobucket.com

Resta-me alertar-vos que os polícias andam mesmo sedentos. Entrámos numa fase em que todo o pretexto serve para multar. Tenho ouvido relatos do mais disparatado possível. Dentro em breve os que reunirem as qualidades de mentiroso, audaz, inteligente e bom subornador serão os únicos a circular na via pública, porque o resto vai ficar sem carta e, eventualmente, sem a carteira. E não adianta ser–se um cauteloso e exímio cumpridor do código, porque isso também dá multa por caloirice.

Espero que o meu próximo “post” não seja a contar como fui multado depois de ter escrito o texto de hoje...

XuaC

Partilhar

Publicada porLuy  

3 comentários:

Zoick disse... 13/04/05, 18:03  

Epá, é um cadito grande para ler aqui no trabalho. Logo leio e comento :)

Carlos disse... 14/04/05, 14:05  

Já ouvi dizer que agora a multa é por tudo e por nada, mas na verdade se as coisas forme bem g«feitas então que elas venham

Zoick disse... 14/04/05, 17:36  

À parte do assunto da caça à multa, e falando dos vencimentos de certos cargos, pergunto-me sempre como querem que tenhamos boa policia e bons politicos, sendo sempre o vencimento pouco apelativo. E não me venham cá com o amor à camisola....

Enviar um comentário