Lixo ou reciclagem?

Image hosted by Photobucket.com

O regresso dos Garbage era bastante aguardado este ano. Bleed Like Me é o título do álbum que dá seguimento a uma carreira de 10 anos, com apenas quatro trabalhos na bagagem. O último, Beautifulgarbage (2001), não esteve à altura dos anteriores sucessos, o que depositou muitas expectativas de recuperação do prestígio da banda Shirley Manson no mercado discográfico com este Bleed Like Me, que tem sido descrito como um excelente retorno ao som originalmente rock da banda.

Os Garbage surgiram em 1995 com os americanos Duke Erikson, Steve Marker e Butch Vig, este último o mais experiente, que fora produtor de alguns projectos com grande repercussão no mundo da música, nomeadamente Nevermind dos Nirvana, Siamese Dream dos Smashing Pumpkins e Dirty dos Sonic Youth. Ganharam a forma original que conhecemos hoje em dia com a entrada da escocesa Shirley Manson, que na altura não pode fugir à sua comparação com Chrissie Hynde's dos Pretenders ou a Patti Smith.

Image hosted by Photobucket.com

Os fundadores dos Garbage descobriram Shirley Manson quando esta era vocalista de uma banda chamada Angelfish, criada em 1993, que lançou apenas um álbum e se extinguir com a saída da vocalista principal.

O auto-intitulado álbum Garbage (1995) foi o pontapé de saída da nova banda de Shirley Manson. Este incluiu os temas Only Happy When It Rains e Stupid Girl, que continham uma atitude rock muito forte, mas que ao mesmo tempo eram bastante sonantes, ao estilo pop. Para dar continuidade perseguiram o mesmo estilo com Version 2.0 (1998), e mais uma vez surgiram singles de sucesso como I Think I'm Paranoid ou Push it. Em 1999 os Garbage ganharam ainda mais notoriedade e perpetuaram o seu nome ao interpretarem The World is Not Enough - o tema título de mais um filme da saga do agente secreto britânico 007-James Bond.

Bleed Like Me contém 11 faixas, conta com a participação especial de Dave Grohl, dos Foo Fighters e ex-Nirvana, e remete para a sonoridade e simplicidade do primeiro álbum. Os melhores exemplos desse retorno são o single de apresentação Why Do You Love Me e Run Baby Run, mas destaco também It's All Over But The Crying, a única, mas bem conseguida, balada neste trabalho. É um álbum com temas fortes, mas desequilibrado no seu todo, pelo que não supera qualquer um dos outros três que ficam para trás.

Garbage - Bleed like me [2005]
(Nota: 6/10)

Temas:

1. Bad Boyfriend (**)
2. Run baby run (****)
3. Right between the eyes (***)
4. Why do you love me (***)
5. Bleed like me (***)
6. Metal heart (***)
7. Sex is not the enemy (***)
8. It's all over but the crying (*****)
9. Boys wanna fight (**)
10. Why don't you come over (*)
11. Happy home (****)

Partilhar

Publicada porLuy  

2 comentários:

PJ: disse... 01/06/05, 21:26  

Confesso que gostei muito dos dois primeiros álbuns desta banda e que os 'chupei até ao tutano' (lol). Depois mudaram de rumo e, a meu ver, perderam-se, o meu interesse cessou aí.

Qto a este último projecto, nunca ouvi nada...

*xuac*

Luy disse... 02/06/05, 17:04  

Então experimenta a ouvir este e diz de tua justiça... Ouve só e não chupes nada, que pode fazer-te mal.

Enviar um comentário