Há falta de lares...

Para quem não esteja recordado, ou simplesmente não saiba, porque a história já lá vai, Manuela Ferreira Leite foi Ministra da Educação no tempo em que Cavaco Silva era Primeiro-Ministro, e foi por causa das suas medidas impopulares que se desencadearam, em 1992, inúmeras manifestações pelo país por alunos do 12º ano contra a PGA (Prova Geral de Acesso), uma prova concebida por um grupo de energúmenos especializados em complicar o ensino em Portugal e, no caso em particular, o acesso ao ensino superior. Provavelmente, serão os mesmos energúmenos que colaboram agora com a actual Ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues.

Ora, na semana passada Manuela Ferreira Leite, que actualmente é a Presidente do PSD, que é só o maior partido do partido da oposição neste país, ou devia ser esse o seu papel, veio dizer que “não pode ser a comunicação social a seleccionar aquilo que transmite". Não sei porquê, mas isto cheira-me a um verdadeiro acto ditatorial!

Fico completamente estupefacto quando vejo ou leio este tipo de declarações. Mas será que esta gente nunca mais desaparece?! O que é que andam por aí ainda a fazer?

Se eu fosse deputado propunha uma proposta de lei à Assembleia da República, para que se criassem uns novos boletins de voto, em que para além de se poder votar nas individualidades candidatas que queríamos que nos representassem, pudéssemos também votar naquelas individualidades que pretendêssemos que desaparecessem da cena política para sempre. Não é justo? Eu julgo que sim.

Partilhar

Publicada porLuy  

4 comentários:

Pedro José disse... 18/11/08, 18:09  

Essa senhora que teve o seu pico de popularidade enquanto líder do PSD quando esteve em silêncio acrescenta agora:

«Até não sei se não é bom haver seis meses sem democracia»

http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Politica/Interior.aspx?content_id=117285

o_O Vai de mal a pior...

zeh disse... 19/11/08, 10:32  

Se repararem bem a sra até tem algumas parecenças físicas com o Salazar... será um clone mal cozinhado? :s

Também apanhei o comentário dela em relação aos seis meses sem democracia, mas aí não sei se ela não terá alguma razão. Tendo em conta um povo que elegeu Salazar como o maior português de sempre (desta nunca me esqueço), talvez devesse existir algo que lembrasse às pessoas como as coisas realmente eram... (de qualquer modo não sei se era neste sentido que ela fez aquele comentário pq só vi o titulo, mas parece-me que não deve ter sido).
Neste tópico, não percebo como é que não existe pelo menos um museu dedicado exclusivamente a este assunto (ditadura)...

ImpossiblePrince disse... 20/11/08, 01:24  

Medo. Muito medo que essa mulher venha a ser nossa primeira ministra!!!

Luy disse... 20/11/08, 12:11  

Julgo que ela nunca virá a ser Primeira-Ministra.
O país precisa é de novos políticos e não de uma reciclagem. Mas quem se agarrou ao poder não quer largar o osso.

Enviar um comentário