Quem daqui é N.E.R.D.?





Seeing Sounds é título do último álbum dos N.E.R.D., que desde 2004 não nos apresentavam nada novo. É sabido que a dupla Pharrell Williams e Chad Hugo, que formam os The Neptunes, não pararam durante este período de produzir música para outros artistas, como Snoop Dogg, Busta Rhymes, Kelis, Nelly e Madonna.

Mas os The Neptunes voltaram a reunir-se com rapper Shay Haley para dar novamente corpo aos N.E.R.D., sigla que significa: No-one Ever Really Dies. E de facto o grupo ainda não morreu, por enquanto, e volta à carga com Seeing Sounds, cuja inspiração partiu de um programa de televisão sobre sinestesia, a que o grupo assitiu.

A sinestesia consiste numa distúrbio neurológico em que o estímulo de um dos sentidos provoca percepção em outro. Por exemplo, alguém vê uma luz a movimentar-se e os seus ouvidos percepcionam o som desse movimento. O conceito de partida era interessante e os N.E.R.D. voltam a surpreender nalguns momentos do álbum, mas também revelam marcas do passado nesta nova produção.

Os N.E.R.D. já contavam na bagagem com dois álbuns – In Search Of... (2002) e Fly or Die (2004) – e Seeing Sounds integra uma mistura de rap, soul, funkie, electronic, como os N.E.R.D. já nos habituaram, com uma forma especial de combinar estes estilos, explorando os sons sem regras e sem limites. Os N.E.R.D. fogem à forma convencional de fazer música, através da criação samples de sons que dificilmente desvendaríamos como são feitos, que surgem a partir de um trabalho de improviso e de experimentação em estúdio.


Em Seeing Songs tenho a sensação de ouvir alguns fragmentos do funk de Prince em Everyone Nose, a melodia das baladas rock ao estilo de Lenny Kravitz em Sooner or Later ou loops muito frequentes na música dos Gorillaz em Anti Matter e Spaz, que é o segundo single a ser extraído do álbum.

Everyone Nose foi single de apresentação do álbum, que tentou conquistar-nos pelo refrão “All The Girls Standing In The Line For The Bathroom”, mas parece que não pegou muito bem. Na realidade, julgo que os N.E.R.D. escolheram os temas mais duros de roer para darem a ver e ouvir Seeing Sounds. As minhas escolhas vão para as canções mais melódicas e calmas como You Know What, Love Bomb e Sooner or Later.


N.E.R.D. – Seeing Sounds [2008]
(Nota: 6/10)


1. Time For Some Action (**)
2. Everyone Nose (***)
3. Windows (***)
4. Anti Matter (**)
5. Spaz (**)
6. Yeah You (****)
7. Sooner or Later (****)
8. Happy (***)
9. Kill Joy (***)
10. Love Bomb (****)
11. You Know What (*****)
12. Laugh About It (***)

Partilhar

Publicada porLuy  

2 comentários:

Pedro José disse... 20/11/08, 17:18  

Luy, repete comigo: SEEING SOUNDS!!! SOUNDS!!! xD :P

As minhas favoritas são You Know What, Happy e Sooner or Later, embora não tenham a pujança de outras faixas, são as mais agradáveis de escutar; talvez tenha a ver com o estado de espírito da pessoa mas o Everyone Nose acaba por ser um autêntico barulhão que rapidamente me fez desistir desse tipo de faixas.

Mas o álbum é bom qb :)

Luy disse... 21/11/08, 15:42  

Pronto, já resolvi o problema da troca do "sounds" por "songs" :p

Acho que a tua opinião sobre o álbum é mais ou menos igual à minha. Tb acho q o álbum é bom. Contudo, são apenas metade das canções que garantem essa boa apreciação.

Enviar um comentário