Where The Wild Things Are - o filme depois do livro


Estreou recentemente um dos filmes mais aguardados dos últimos tempos, Where The Wild Things Are, de Spike Jonze. Baseado na ideia do livro infantil com o mesmo nome escrito e desenhado há 50 anos por Maurice Sendak, foi posteriormente desenvolvido um argumento/livro lançado aquando da estreia do filme.


A imagem acima é a capa do livro original. Sendak inicialmente desenhou cavalos mas o seu editor aconselhou-o a alterá-los para outra coisa porque Sendak simplesmente não sabia desenhar cavalos. Os monstros são na realidade caricaturas dos seus tios e tias e, posteriormente, deu-lhes até os seus próprios nomes.

Mas na origem disto tudo está um pequeno livro infantil de meados do século passado que se lê num minuto, quase sem palavras, apenas os desenhos, quase... e podem lê-lo na íntegra clicando aqui [Google Docs].

Não confundir um filme sobre uma criança com um filme para crianças, este não é claramente um desses embora tenha lido no (IMDb) que algumas pessoas levaram os seus filhos a vê-lo. E as reacções não foram as mais, digamos, positivas.


Max é uma criança inspirada e brincalhona que está a aprender a crescer, vive com a mãe e a irmã mais velha. A primeira, embora o ame profundamente, não lhe dá a atenção que ele precisa e exige; a segunda começa a ignorá-lo e a preferir a companhia dos amigos e namorados. E Max sente-se só. No seu mundo. Absolutamente fantasioso. E revolta-se, morde a mãe e foge para uma ilha. Onde encontra os (seus) monstros. Cada um com o seu medo, o seu ódio, a sua angustia, a sua fome. E todos eles vão acreditar que ele é um rei. E que vão ser felizes para sempre. E dormir aninhados uns nos outros para sempre.

E... no fim Max vai ter que aprender a crescer, a saber viver com os monstros na vida real e a comer bolo de chocolate ao lado da mãe adormecida na mesa.

Com banda sonora da coreana Karen O, no trailer podem escutar Wake Up dos Arcade Fire:



*xuac*

Partilhar

Publicada porPedro José  

0 comentários:

Enviar um comentário