Ke$ha or Ca$h?

O que aconteceria se se desse uma fusão com os elementos Britney Spears, Avril Lavigne e Katy Perry? O resultado seria, e é, a Ke$ha.

Ke$ha tem apenas 23 anos, é americana, e está a arrasar os EUA com o seu primeiro single, hiper-dançante, TiK ToK. Os estragos estão a expandir-se um pouco por todo o mundo, incluindo a Europa, claro.

Ke$ha é irreverente, prima por um visual descuidado e afirma nas entrevistas que o aspecto “cool” do seu cabelo é conseguido com pouco banho e pouco pente. Outras das questões recorrentes que os jornalistas fazem a Ke$ha, prende-se com facto dela contar no seu site uma aventura que protagonizou ao entrar clandestinamente na casa de Prince, de quem se confessa fã. Ke$hsa terá subornado o jardineiro com uma nota de 5 dólares para entrar e deixou um CD na mesa da sala do Príncipe de Minneapolis, antes de ser apanhada pelos seguranças, na esperança que este produzisse o seu álbum.
Como não obteve resposta de Prince, Ke$ha acabou por ter como produtor do seu álbum Dr. Luke, conhecido por produzir trabalhos para Katy Perry, Britney Spears, Kelly Clarkson e Avril Lavigne, daí que não seja estranha a semelhança do som de Ke$ha com as restantes princesas do pop/rock.

O álbum de estreia de Ke$ha tem como título Animal e a sua sonoridade vai desde os ritmos de dança electrónicos e frenéticos de Kiss N Tell ao punk enérgico e cru de Party at a Rich Dude's House. As letras são construídas por Ke$ha a partir de pequenos episódios da sua curta vida, sobretudo conotados com a sua adolescência. Pelas letras percebemos que a sua vida de adolescente foi muito perversa, sendo as insinuações de cariz sexual constantes, em que tão depressa diz "you really should've kept it in your pants" como “just show me where your dick's at”.

Ke$ha nasceu em Los Angeles, mas passou a sua infância em Nashville, no Tennessee, depois da sua mãe, uma cantora punk-rock, ter conseguido um contrato como publicista num estúdio de gravação, pelo que Ke$ha desde muito tomou contacto com o mundo da música e acabou seguir essa área nos estudos. Os cantores de country Johnny Cash, Dolly Parton e Patsy Cline começaram por influenciar as suas preferências musicais. Como é óbvio, pela amostra dos dois singles extraídos do seu álbum - TiK ToK e Blah Blah Blah – Ke$ha seguiu um estilo musical bastante diferente do country.
Animal é um álbum interessante, contudo não julgo que acrescente algo de novo no mundo da música. Como disse no início, musicalmente Ke$ha é uma fusão de várias meninas da pop/rock e no estilo/visual aproxima-se de P!nk. Quando se escuta o tema Hungover lembramo-nos logo de Avril Lavigne e Take It Off leva-nos até Britney Spears.

Estou curioso para saber até onde conseguirá ir Ke$ha depois deste sucesso repentino, mas para já é garantido que este álbum estará para durar e que Ke$ha se desdobra em apresentações de todo o género, em discotecas e programas de televisão de todo o mundo, para o promover.

Ke$ha – Animal [2010]
Nota: 7/10

1. Your Love Is My Drug (****)
2. TiK ToK (*****)
3. Take It Off (****)
4. Kiss N Tell (***)
5. Stephen (***)
6. Blah Blah Blah featuring 3OH!3 (***)
7. Hungover (***)
8. Party At A Rich Dude's House (**)
9. Backstabber (***)
10. Blind (***)
11. Dinosaur (**)
12. Dancing With Tears In My Eyes (****)
13. Boots & Boys (***)
14. Animal (***)

Partilhar

Publicada porLuy  

2 comentários:

Pedro José disse... 21/03/10, 18:03  

A mim passou-me um pouco ao lado =/

Pelo que li, o 2ª single não está a ser grande sucesso nos EUA... a ver vamos se ela consegue manter o interesse inicial =)

Mariana: Barbie is a bitch darling disse... 02/04/10, 12:03  

adoro a musica tik tok e o blah blah, mas ela tb tem outras musicas boas no album,todas elas optimas para dançar

Enviar um comentário