Sismo


Esta noite o meu sono foi furtivamente interrompido pelo sismo. Há uns 10 anos que não sentia um abanão na terra tão grande! Aliás este foi o maior e o mais longo que senti desde que me lembro de ser pessoa. Senti pelo menos uns 10 segundos de intensa trepidação.

A intensidade do abalo sísmico foi de 6,0 na escala de Richter, à 01:37, e o epicentro foi a 100 quilómetros a SW do Cabo de São Vicente, no oceano Atlântico, a 10 km de profundidade.

A experiência foi muito perturbadora, sobretudo porque comecei a pensar que o epicentro poderia ter sido numa cidade grande e que poderia ter ocorrido alguma catástrofe. Como português, pensei no pior, mas sobretudo pensei nas pessoas de quem gosto.

Partilhar

Publicada porLuy  

3 comentários:

Pedro José disse... 17/12/09, 12:31  

Eu fiquei sereno, primeiro julguei que fosse uma rabanada de vento contra a janela, mas depois basicamente a cama começou a abanar com alguma intensidade e eu, meio adormecido, pensei "olha, um sismo"; continuou mais uns segundos, depois pensei "e é dos grandes" e depois parou.

O que me fez mais confusão foi o depois, porque caso fosse algo mais sério eu acho que não conseguiria reagir com a celeridade desejada, uma pessoa fica estupidificada a tentar perceber o que se está a passar e depois já está.

Foi também o maior que senti e só em dá maior respeito pela imponência deste pequeno ponto azul.

=)

Hydrargirum disse... 17/12/09, 14:34  

Curiosamente eu estava mais ou menos no centro e Lx a essa hora...e nao senti nadinha... nem sei como reagiria...

Luy disse... 17/12/09, 14:59  

O problema é que um sismo dura só algumas dezenas de segundos e leva tempo até nos apercebermos do que se está a passar. E daí até se ter uma reacção, já era...
Iamgina o que seria passar-se um sismo deste num sábado à noite no Bairro Alto. A maioria das pessoas simplesmente iria julgar que estava na melhor altura de pararem de beber. :p

Enviar um comentário