Todos Diferentes e Mais Iguais



A promulgação da lei que legítima os casamentos entre pessoas do mesmo sexo, por parte do Presidente da República, acabou por provocar três coisas positivas:


1º Portugal, no meio de tanta injustiça, consegue tornar-se num país mais justo no campo da igualdade de direitos;


2º José Sócrates consegue, finalmente, cumprir uma promessa eleitoral;


3º Cavaco Silva consegue trazer algo de positivo ao país, embora o tenha feito contra a sua vontade.


No meio deste anedótico país, sempre vai havendo algumas piadas que não nos envergonham.

Partilhar

Publicada porLuy  

1 comentários:

Pedro José disse... 18/05/10, 00:26  

O discurso do Presidente foi anedótico. Pese embora o simbolismo histórico que este dia terá para Portugal, Cavaco pareceu uma criança com birra a fazer algo que não entende ou acredita.

Mostrou uma falta de sentido de oportunidade ao misturar, mais uma vez, o tema da economia do País com um assunto social menorizado por muitos.

Mostrou também incoerencia ao afirmar que este tipo de assunto não se podia arrastar mais (devido ao ponto anterior...?) tendo feito o anúncio no último dia que o podia fazer. Eram preciso tomates para fazê-lo enquanto o Papa cá estava!

Mas de resto, e isto é efectivamente a parte fulcral, Viva Portugal!!!

*xuac*

Enviar um comentário